Há um corpo ideal para praticar dança do ventre?

Uma das coisas que eu mais gosto sobre a dança, sobretudo a dança do ventre, é como ela muda algumas das visões pré-concebidas que trazemos na nossa mente. A primeira e mais importante delas é que não seríamos capazes de dançar, porque não temos um “corpo ideal”.

Você já parou para pensar no que é um “corpo ideal”? Para quê? Para quem ele é ideal? Padrões de beleza mudam com o tempo, com o local, com a cultura. Na Coréia do Sul, por exemplo, as brasileiras são consideradas “feias”, por serem mais corpulentas. Já nos Estados Unidos o apelo para uso de silicone nos seios é ainda maior que na Coréia ou no Brasil.

Independemente do “defeito” que você aponte no seu corpo, a dança tem o poder incrível de transformá-lo, acima de tudo, em um corpo capaz. Capaz de emocionar, de surpreender, de mostrar leveza, força, etc. São possibilidades infinitas! E é então que percebemos que a grande questão da dança não está em ser magra como fulana, flexível como sicrana e fazer altos malabarismos. Está em mostrar aquilo que você tem de único. Ser EXATAMENTE quem você é! E dar-se uma chance de se apaixonar a cada dia mais por si mesma!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s